Biraci Brasil Yawanawá

Aldeias Sonoras traz hoje o depoimento de Biraci Brasil, um importante líder do povo Yawanawá, do Estado do Acre, que fala de sua trajetória pessoal e das conquistas de seu povo. Os Yawanawá foram escravos dos seringalistas no início do século 20, quase perderam sua lingua e cultura sob o domínio de missões religiosas e deram uma virada na década de 90, recuperando seu território e tradição.

No programa, músicas do povo Yawanawá.

Data: | Foto:

CECIs

É difícil imaginar que a maior cidade da América do sul, a grande metrópole de São Paulo, ainda abriga dentro de seu perímetro urbano 4 aldeias do povo Guarani.

Nessas aldeias, o povo Guarani permanece vivendo dentro de sua cultura, falando sua língua materna e preservando seus rituais, apesar da grande dificuldade que é viver sem a presença da natureza.

Como a influência da cidade foi ficando cada vez maior, as lideranças dessas aldeias se preocuparam com o futuro das crianças. Como garantir que elas tenham acesso às técnicas tradicionais de fazer o artesanato se já não há matéria prima em torno da aldeia?  Como manter a tradição oral, as histórias que passam de geração a geração se a televisão, o rádio, os jogos eletrônicos chegam à aldeia?

A partir de 2001, a Secretaria de Educação do Município acolheu a proposta dos Guarani e a ideia dos Centros de Educação e Cultura Indígena – os CECIs. foi tomando corpo.  Hoje três CECIs funcionam com mais de 250 crianças do povo Guarani.

No programa, músicas do povo Guarani.

Data: | Foto:

Construindo uma canoa 

O povo Tikuna explica como construir uma canoa.

Música dos Povos Guajibo e Tikuna.

Data: | Foto: Helio Nobre

Contato

As histórias de contato com os povos indígenas no passado e no presente.

Música dos povos: Suruí, Xavante, Terena, Bororo

Data: | Foto: Pesco von Putkammer

Cristine Maxakali

Cristine é mestiça, filha de pai Maxakali e mãe não indígena. Hoje ela vive na aldeia Guarani Ribeirão Silveira, em Bertioga, casada com um jovem líder Guarani. Ela fala de sua trajetória como estudante de filosofia, como militante do movimento indígena e do esforço para trazer o pensamento e o conhecimento tradicional indígena para dentro da academia.

No programa, músicas do povo Maxakali.

Data: | Foto:

Dario Yanomami

Dário Yanomami  segue os passos de seu pai, o grande líder Davi Kopenawa, na luta pelos direitos de seu povo. Apesar do território Yanomami estar demarcado desde a década de 1990, milhares de garimpeiros  continuam invadindo a área, o atendimento de saúde nunca foi tão precário e a questão da educação ainda é um grande desafio.

No programa, músicas do povo Yanomami.

Data: | Foto:

Desequilíbrio 

O frágil equilíbrio do território e da cultura. As ameaças e a força espiritual para a manutenção da vida.

Música dos povos: Nambikuara, Yanomami.

Data: | Foto: Marcos Santilli

Divino Xavante

Neste programa, Aldeias Sonoras apresenta uma conversa com Divino Tesereté, do povo Xavante, um dos videomakers mais produtivos e premiados do país. Ele fala de sua trajetória e aprendizado, da importância do video para a documentação das culturas indígenas, ajudando a proteger e valorizar o conhecimento tradicional.

No programa, músicas do povo Xavante.

Data: | Foto:

ALDEIAS SONORAS

HISTÓRIA

Aldeias Sonoras é uma série radiofônica com programas de 10 minutos de duração, abrindo espaço para que os povos indígenas se apresentem, com sua voz, pensamento, história, narrativas e músicas.

Aldeias Sonoras é um mergulho num tempo imemorial, no ritual que transforma, na poesia das narrativas tradicionais, no humor, na arquitetura, nos adornos, na música e nas cerimônias.

Os programas têm formatos e temas variados. Trazem informações sobre a localização e o cotidiano das aldeias, a história de contato com os “brancos”, as formas de manter a saúde do corpo e do espírito, a educação formal e as novas tecnologias nas aldeias, a relação com a floresta e os rios, a convivência com as cidades que avançam sobre os territórios tradicionais, a culinária, os mitos.

Os primeiros 36 programas, realizados com o Prêmio novos programas,  produzidos em 2012, têm o patrocínio da NET Educação com apoio do Governo do Estado de São Paulo, Secretaria da Cultura, Programa de Ação Cultural 2011.

São 40 programas com conteúdo novo, informações atuais, entrevistas e depoimentos de importantes lideranças tradicionais das aldeias, de jovens indígenas que estão a frente de projetos inovadores, de estudantes universitários, revelando a luta pela manutenção das tradições e para a conquista de espaços e direitos.

A música tradicional está presente em todos os programas, trazendo a diversidade cultural dos povos indígenas de nosso país e de outros cantos do mundo, a complexidade de harmonias, melodias, instrumentos e cantos que alegram as cerimônias e fazem a comunicação com os espíritos.

E muitas histórias! Narrativas e mitos contados de um jeito especial pela atriz Cristiana Ceschi.

REALIZAÇÃO

O projeto é uma realização da Ikore, dentro de sua proposta de valorização, divulgação e promoção da cultura indígena de nosso país.

O projeto Aldeias Sonoras teve início em 2010, como um dos selecionados pelo Prêmio Roquette-Pinto de incentivo à produção radiofônica, promovido pela Associação das Emissoras de Rádios Públicas do Brasil – ARPUB, com Patrocínio da Petrobras, através da Lei de Incentivo do Ministério da Cultura.

Agora o projeto retorna para mais um ano de programas com conteúdo totalmente novo e o patrocínio do portal NET Educação.

Sobre o NET Educação

O Portal NET Educação (www.neteducacao.com.br) é um programa de responsabilidade social de acesso livre e gratuito, que tem como objetivo contribuir com a educação brasileira, por meio do incentivo à utilização das novas mídias na sala de aula, nos relacionamentos familiares e também na educação não formal.

Criado em 2004, foi premiado pela Unesco como a melhor iniciativa empresarial na categoria “Comunicação e Informação”. Em 2009, foi reformulado para atender não só professores, mas também a comunidade escolar, os alunos e os familiares. Em 2011, o Portal recebeu um investimento de R$1 milhão e passou a contar com novo layout e diversas melhorias, com foco na troca de conhecimento, aumento da interatividade e integração às redes sociais.

Realização: Ikorē
Patrocínio: NET EDUCAÇÃO, com apoio do Governo do Estado de São Paulo, Secretaria da Cultura, Programa de Ação Cultural 2011
Direção: Angela Pappiani
Produção e Pesquisa: Maíra Pappiani Lacerda
Administração: Inimá Krenak

ALDEIAS SONORAS

Todos os programas

Onde vivemos

Data:

A casa 

Data:

Contato

Data:

Xingu 

Data:

Rio Negro 

Data:

O Cerrado 

Data:

A Floresta 

Data:

O Rio 

Data:

Kaxinawá

Data:

O contato

Data:

CECIs

Data:

Piracumã

Data:

Osmar Bororo

Data:

Neuza Bororo

Data:

Rikbatsa

Data:

Mehinako 1

Data:

Mehinako 2

Data:

Mehinako 3

Data:

Copyright 2020 © Ikore Produções - Desenvolvido por Pedro Volcoff